Show simple item record

dc.creatorRossato, Verginia Medianeira Dallago
dc.date.accessioned2014-02-20
dc.date.available2014-02-20
dc.date.issued2013-04-12
dc.identifier.citationROSSATO, Verginia Medianeira Dallago. DOMESTIC VIOLENCE AND LEARNING DIFFICULTIES IN YOUNGS FROM PUBLIC HIGH SCHOOLS AT SANTA MARIA/RS. 2013. 157 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3529
dc.description.abstractIn the proposed research we look for a relation between domestic violence, experienced by young people attending high school in public schools in the municipality of Santa Maria/RS, and possible learning problems presented by them. The city was divided into 6 regions, in 2006 there were 21 public state schools distributed in the city, namely: north, south, east, west, center and countryside. In order to define the sample used in the research we randomly selected 12 schools distributed in different regions to take part in the research. The methodology was quantitative and qualitative, conducted in three stages: the application of questionnaires to 376 young people attending high school in 2009, in one of 12 state schools, focus groups with a total of 27 young people in each of the 6 regions in 2010 and the last stage that was meetings with a total of 74 teachers from 6 different schools in 2011. Among the results we found that the amount of failures in youg in the first stage was 56.9%, the reasons given by them were categorized as personal difficulty (PD), learning difficulties (LD) and difficulty in school (DS). We tested the association between variables as PD, LD and DS between different regions and found PD as significant higher in the downtown area (54.6%), this could indicates that personal difficulties interfere with the level of approval students living at this location. There was a significant difference between those students who have experienced violence with reproval once 66.1% of them failed. Confirming the data obtainde, when we analyze whether the violence suffered by the student would cause difficulties for them, we find that this is only significant for PD in 39% of cases. We note that the PD were identified as significant for failure in youngs. The results related to domestic violence (DV) recorded a rate of 22.9%, the highest rate of DV was psychological, with 13.8%, then 11.7% of physical and sexual with 0.8 %. In the focus groups stage, the analysis pointed out that many reported cases that were categorized according to the different types of Domestic Violence (DV), indicating that the violence suffered by young people, influences on learning. In the 3rd stage the results showed separation from families regarding school, overloading of teachers with student demand and attempts, often unsuccessful, to arouse interest among young people in relation to what is taught. The Domestic violence more reported by teachers was the psychological, with reports of changes in behavior of students who bring impairment to learning. We emphasize the need to integrate the disciplines with the context for that knowledge to be meaningful in the lives of young people and can contribute to a more harmonious life avoiding situations of violence.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectViolência Domésticapor
dc.subjectJuventudepor
dc.subjectEnsino Médiopor
dc.subjectAprendizagempor
dc.subjectEscola Públicapor
dc.subjectDomestic Violenceeng
dc.subjectYoutheng
dc.subjectHigh Schooleng
dc.subjectLearningeng
dc.subjectPublic Schooleng
dc.titleA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGENS EM JOVENS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE ENSINO MÉDIO DE SANTA MARIA/RSpor
dc.title.alternativeDOMESTIC VIOLENCE AND LEARNING DIFFICULTIES IN YOUNGS FROM PUBLIC HIGH SCHOOLS AT SANTA MARIA/RSeng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoNa proposta de investigação buscamos relacionar a violência doméstica sofrida pelos jovens que cursavam o ensino médio na rede pública estadual no Município de Santa Maria/RS e possíveis problemas de aprendizagem apresentados pelos mesmos. O Município é dividido em 6 regiões; em 2006 haviam 21 escolas estaduais distribuídas nas regiões da cidade, a saber: norte, sul, leste, oeste, centro e região rural. A definição da amostra para a 1ª fase da pesquisa, foi feita a partir do levantamento do número de alunos matriculados no ensino médio, disponibilizado pela 8ª Coordenadoria Regional de Educação de Santa Maria (8ª CRE). Para acessar aos estudantes nas diferentes regiões do Município, sorteamos 12 escolas distribuídas nas regiões. A metodologia utilizada foi quanti-qualitativa, com estudo realizado em três etapas: a aplicação de questionários a 376 jovens que cursavam o ensino médio no ano de 2009, em uma das 12 escolas estaduais do Município de Santa Maria, 6 grupos focais com o total de 27 jovens em cada uma das 6 regiões do Município, realizados em 2010 e 6 reuniões nas 6 regiões do Município, para devolução de resultados, a 74 professores da rede estadual, no ano de 2011. Dentre os resultados da 1ª fase da pesquisa, verificamos que o índice de reprovações foi de 56,9%, os motivos apontados pelos jovens para serem reprovados foram categorizados como dificuldade pessoal (DP), dificuldade de aprendizagem (DA) e dificuldade na escola (DE), testou-se a associação entre as variáveis: DP, DA e DE entre as diferentes regiões e encontramos como significativa DP com maior valor na região do centro (54,6%), isto indica que dificuldades pessoais interferem no nível de aprovação dos alunos residentes neste local. Houve uma diferença significativa entre aqueles alunos que sofreram violência com a reprovação, pois destes 66,1% reprovaram. Confirmando o dado, ao analisar se a violência sofrida pelo estudante implicaria em dificuldades para o mesmo, verificamos que esta só é significativa para dificuldades pessoais em 39% dos casos. Constatamos que as dificuldades apontadas como pessoais foram significativas para a reprovação. Os resultados apontaram um índice de 22,9% de VD1 assim distribuídos: a VD com índice mais elevado foi a psicológica, com 13,8%, seguida, da física com 11,7% e a sexual com 0,8%. Na 2ª fase a dos grupos focais realizados, a análise apontou inúmeras situações relatadas que foram categorizadas conforme os diferentes tipos de Violência Doméstica (VD), indicando que a violência sofrida pelos jovens, influencia na aprendizagem. Na 3ª fase a análise apontou o distanciamento das famílias em relação à escola, a sobrecarga dos professores com a demanda dos alunos e tentativas, quase sempre frustradas, de despertar interesse nos jovens em relação ao que é ensinado. A violência doméstica mais referida pelos professores foi à psicológica, com relato de alteração no comportamento de alunos que trazem prejuízo para a aprendizagem. Destacamos a necessidade de integrar as disciplinas com o contexto vivido para que o conhecimento tenha sentido na vida dos jovens e possa contribuir para uma vida mais harmônica evitando situações de violência.por
dc.contributor.advisor1Soares, Félix Alexandre Antunes
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4769181A8por
dc.contributor.referee1Roese, Adriana
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1202047760571664por
dc.contributor.referee2Schetinger, Maria Rosa Chitolina
dc.contributor.referee3Barbosa, Nilda Berenice de Vargas
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4795127P7por
dc.contributor.referee4Silva, Thomas Josué
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/6690074431045281por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6226306747592838por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentCiências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúdepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.