Show simple item record

dc.creatorVendruscolo, Rafael
dc.date.accessioned2015-11-19
dc.date.available2015-11-19
dc.date.issued2015-03-24
dc.identifier.citationVENDRUSCOLO, Rafael. PHYTOSOCIOLOGIC DYNAMICS AND GROWTH OF A SHRED HANDLED FOREST IN 1993 IN NORTHWEST RS. 2015. 50 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4945
dc.description.abstractAfter two decades of prohibition of native forests commercial harvest in Rio Grande do Sul, begins the first studies about the effect of Forest Management Plans (FMP). This work will show mainly what was the effect of FMP in natural forests and support the adjustment of the current legislation in favor of the forest sustainable use return. This work aims to analyze a forest located in the transition area between the Araucaria Forest and Deciduous Forest where was developed a FMP in 1993. The area of 52 hectare is located in the municipality of Herval Seco in the Northwest region of Rio Grande do Sul State, Brazil. Thus, we installed 31 forest inventory plots with 20 x 50 m in a systematic grid. At these plots were raised the diameter, morphological inversion point, commercial height, total height, quality, health and phytosociological position of all individuals with ≥ 10 cm in diameter at breast height (DBH), and was made the botanical identification at the level of family, genus and species. Were also collected core samples from trees with average DBH, maximum and minimum DBH of each plot. The growth of information was related to the climatic data obtained from the National Institute of Meteorology (INMET) and automatic station Frederico Westphaln, and in the database Agroclimatology Laboratory (Lagro). The results indicated the diversity of species in 2013 is higher than in 1993, today the area contains 81 species of 66 genera and 33 botanical families. The forest inventory of 2013 proposed the division of the area into two strata due to the large difference in the wood stock, with: Stratum 1 with 152 m³.ha-1 and stratum 2 with 43 m³.ha-1. None of the strata reached the 155 m³.ha-1, which should be the remaining stock after FMP in 1993. The Araucaria angustifolia, if considered as an isolated species, responded positively to the PMFS and increased both the number and the average volume of trees, when compared to 1993. The average annual increase in the last twenty years for Araucaria angustifolia was 0.81 cm, ranging from 0.26 cm to 1.39 cm. The annual growth rings of Araucaria angustifolia presented a linear correlation with the average annual temperature. The resulting equation was Inc = -0.09249 + 0,044913.Tmed with R² of 0.28, Syx of 5.42% and CV of 5.57%. In general the fragment didn´t recovered the wood stock of 1993, but increased its biodiversity. Considering single the Araucaria angustifolia the intervention was very favorable to it´s growth and perpetuation.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAraucaria angustifoliapor
dc.subjectManejo florestalpor
dc.subjectDendrocronologiapor
dc.subjectAraucaria angustifoliaeng
dc.subjectForest managementeng
dc.subjectDendrochronologyeng
dc.titleDINÂMICA FITOSSOCIOLÓGICA E DE CRESCIMENTO DE UM FRAGMENTO FLORESTAL MANEJADO EM 1993, NO NOROESTE DO RSpor
dc.title.alternativePHYTOSOCIOLOGIC DYNAMICS AND GROWTH OF A SHRED HANDLED FOREST IN 1993 IN NORTHWEST RSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoPassadas duas décadas de proibição do uso comercial das florestas nativas do Rio Grande do Sul, iniciam-se os primeiros estudos sobre o efeito dos Planos de Manejo Florestal em Regime Sustentado (PMFS). Estes trabalhos irão mostrar, principalmente, qual foi o real efeito dos PMFS em nossas florestas naturais e, subsidiar a alteração da atual legislação em favor do retorno do uso sustentável de nosso patrimônio florestal. Este trabalho tem por objetivo analisar um fragmento de floresta localizado em área de transição entre a Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Decidual onde foi desenvolvido um PMFS no ano de 1993. A área de 52 ha se localiza no município de Erval Seco na região Noroeste do Rio Grande do Sul, Brasil. Para tanto, foram instaladas 31 unidades amostrais de 20 x 50 m em uma grade sistemática e 125 x 125 m. Nas unidades foram levantadas as informações de diâmetro, ponto de inversão morfológica, altura comercial, altura total, qualidade, sanidade e posição fitossociológica de todos os indivíduos com mais de 10 cm de diâmetro além da identificação botânica a nível de família, gênero e espécie. Também foram coletados rolos de incremento foram coletados dos indivíduos com DAP médio, DAP máximo, DAP mínimo, DAP médio máximo e DAP médio mínimo de cada parcela. As informações de crescimento foram relacionadas com os dados climáticos obtidos junto ao Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e da estação automática de Frederico Westphalen - RS no banco de dados do Laboratório de Agroclimatologia (LAGRO). Os resultados indicaram a diversidade de espécies em 2013 é maior do que em 1993, hoje a área comporta 81 espécies de 66 gêneros e 33 famílias botânicas. O inventário de 2013 propôs a divisão da área em dois estratos em função da grande diferença no estoque de madeira, sendo: Estrato1 com 152 m³.ha-1 e o Estrato 2 com 43 m³.ha-1. Nenhum dos estratos atingiu os 155 m³.ha-1, que deveria ser o estoque remanescente após o PMFS em 1993. A Araucaria angustifólia, considerada isoladamente, respondeu de forma positiva ao PMFS e aumentou tanto o número quanto o volume médio das árvores, quando comparado com 1993. O incremento médio anual nos últimos vinte anos para a Araucaria angustifolia foi de 0,81 cm, variando de 0,26 cm a 1,39 cm. Os anéis anuais de crescimento da Araucaria angustifolia apresentaram correlação linear com a temperatura média anual. A equação resultante da interação foi Inc = - 0,09249+0,044913.Tmed, com R² de 0,28, Syx de 5,42% e CV de 5,57. De modo geral o fragmento ainda não recuperou o estoque de 1993, porém aumentou sua biodiversidade. Considerando exclusivamente a Araucaria angustifólia a intervenção mostrou-se muito favorável ao crescimento e perpetuação da espécie.por
dc.contributor.advisor1Caron, Braulio Otomar
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4768041E3por
dc.contributor.advisor-co1Balbinot, Rafaelo
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7862635734299980por
dc.contributor.referee1Baumhardt, Edner
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4131594Z4por
dc.contributor.referee2Zanon, Magda Lea Bolzan
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735781P8por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0181567008005252por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronomia - Agricultura e Ambientepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.