Show simple item record

dc.creatorSouza, Edilson de
dc.date.accessioned2008-07-22
dc.date.available2008-07-22
dc.date.issued2008-04-10
dc.identifier.citationSOUZA, Edilson de. PROJECTS AND RESEARCH GROUPS IN INITIAL FORMATIONPROJECTS AND RESEARCH GROUPS IN INITIAL FORMATION: A STUDY FROM IMAGINARY SIGNIFICATIONS. 2008. 92 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6829
dc.description.abstractThis research aimed at understanding social representations built by students of graduation courses in Special Education and Pedagogy, who have participated in projects and research groups at the Education Center in Federal University of Santa Maria. Our reflections pointed to the importance of research in Special Education and Pedagogy courses as a possibility of the beginners initial formation process construction that, in our viewpoint, has the participation in projects and research groups as a crucial activity in the High Education Institution. We believe that the students participation in these activities stimulate them to develop scientific works and then the formation of a future investigator or a more competent professional. The research aimed mainly at knowing Special Education and Pedagogy students representations about teachers initial formation and also to identify factors that influence in these students representations constructions related to the participation in projects and research groups and to understand Special Education and Pedagogy students formation processes constructions. In order to present our research intention, we tried to expose a little more about our understanding of research groups and its importance as well, and also about the investigation in education. We presented and discussed the theory formulated by Cornelius Castoriadis (1982, 1987, 1992, 1999) about the social imaginary dimensions both instituted and instituting, believing on the possibility of the social significations built by the subjects approximation throughout their formation process. In this way, the problem of this research is: what is the sense of the social representations attributed by Special Education and Pedagogy students to their formation considering their participation in projects and research groups? This proposal is based on a qualitative methodology and also on Bogdan Biklen s (1994) theoretical production, mainly related to the characteristics of this approach and related to the utilized data collection instruments. In this way, this investigation tries to understand UFSM Education Center students concepts of research that are built during their academic life. We observed that the sense built by the participants about self-formation is far away from a social transformation, but concerned only about their individual formation process and in qualifying themselves to dispute better conditions besides ascending socially, being these facts the instituted social representations.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectImaginário socialpor
dc.subjectGrupos de pesquisapor
dc.subjectFormação inicialpor
dc.subjectSocial imaginaryeng
dc.subjectResearch groupseng
dc.subjectInitial formationeng
dc.titlePROJETOS E GRUPOS PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL: UM ESTUDO A PARTIR DAS SIGNIFICAÇÕES IMAGINÁRIASpor
dc.title.alternativePROJECTS AND RESEARCH GROUPS IN INITIAL FORMATIONPROJECTS AND RESEARCH GROUPS IN INITIAL FORMATION: A STUDY FROM IMAGINARY SIGNIFICATIONSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEssa pesquisa buscou olhar para as representações sociais construídas pelos alunos de graduação dos cursos de Educação Especial e Pedagogia, que participaram de projetos e grupos de pesquisa no Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Maria. Nossa reflexão ressaltou a importância da pesquisa nos Cursos de Educação Especial e Pedagogia como possibilidade para o iniciante de construção sobre seu processo de formação inicial, que, para nós, tem a participação em projetos e grupos de pesquisa como uma atividade crucial na Instituição de Ensino Superior. Acreditamos que a participação o aluno de graduação nessas atividades o estimula a desenvolver trabalhos científicos, inserindo-se, desde cedo, nas atividades de pesquisa, possibilitando, assim, a formação do futuro investigador ou de um profissional mais capacitado. A pesquisa teve como objetivos principais conhecer as representações dos estudantes dos cursos de Pedagogia e de Educação Especial sobre a formação inicial de professores e também, identificar os fatores que influenciam a construção das representações desses alunos referentes à inserção em projetos e grupos de pesquisa e compreender a construção dos processos formativos dos alunos (as) dos Cursos de Educação Especial e Pedagogia. Para melhor apresentar nossa intenção de pesquisa, tentaremos expor um pouco mais sobre nosso entendimento a respeito de grupo de pesquisa e sua importância, e também, sobre a investigação em educação. Apresentaremos e discutiremos os princípios da teoria construída por Cornelius Castoriadis (1982, 1987, 1992, 1999), a respeito das dimensões do imaginário social instituído e instituinte, apostando na possibilidade de aproximação das significações sociais construídas pelos sujeitos ao longo do seu processo formativo. Dessa forma, o problema desta pesquisa é: qual o sentido das representações sociais atribuído pelos(as) alunos(as) dos Cursos de Educação Especial e Pedagogia para sua formação referente à participação em projetos e grupo de pesquisa? Essa proposta está embasada numa metodologia qualitativa e também a partir da produção teórica de Bogdan, Biklen (1994), principalmente, no que se refere às características desta abordagem e aos instrumentos de coleta de informações utilizados. Nesse sentido, essa investigação será um estudo que buscará compreender as concepções de pesquisa construídas no decorrer da vida acadêmica dos alunos do Centro de Educação da UFSM. Observamos que o sentido que se faz aqui, o de auto formar-se, é de um indivíduo distanciado da busca pela transformação social, preocupando-se unicamente com seu processo formativo, qualificando-se para disputar melhores condições profissionais e ascendendo socialmente, visto que são essas as representações sociais instituídas.por
dc.contributor.advisor1Antunes, Helenise Sangoi
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4799529D7por
dc.contributor.referee1Valle, Lílian de Aragão Bastos do
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788105D5por
dc.contributor.referee2Cunha, Maria Isabel da
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4720510Z6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4737104U9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.