Show simple item record

dc.creatorRoveda, Ana Amália Oliveira
dc.date.accessioned2013-02-19
dc.date.available2013-02-19
dc.date.issued2012-05-07
dc.identifier.citationROVEDA, Ana Amália Oliveira. MARKS OF INSTITUTIONAL OPERATING IN SUBJECTIVITY OF SUBJECTS WITH DISABILITIES. 2012. 76 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2012.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7006
dc.description.abstractThis research aimed to understand the speeches from experienced professionals in a school - - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais/APAE and also the selection and analysis of some materials documented as important in the process of subjectification of people with disabilities what effects have the production of certain discourses of disability, in the processes of subjectification of persons with disabilities. It is important to say that the research followed a methodological approach based on Foucault studies. Thus, had the main analytical tool, according to the studies of Michel Foucault, subjectivity. Therefore, when thinking about the subject does not understand his existence from a point of origin or founder of a practice, but through practices that according to the times and spaces will produce subjects and, therefore, they are understood as effects of a constitution. To this end, we analyzed the material issues highlighted above with the purpose of identifying some discourses on disability, and how the ways of being poor were being produced over time and according to each space in which these individuals were present. That is, as the institutional discourses, produced at different times, producing effects were felt in its constitution. We emphasize that the analysis of materiality and the general context of research, it was of significant importance such questioning, so that each fragment and/or transcribed speech was possible to find the brands institutional commented that even in the opening lines, as what is thought, came to establish the many ways of being poor that here is not intended to define, but to discuss that if you could reflect on the subjective processes by which individuals with disabilities are. Finally, it is intended that the reading of this construction may make you think and rethink all who are interested in this area as well as make possible the sharing of ideas with professional vision and differentiated approaches.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducaçãopor
dc.subjectEducação especialpor
dc.subjectPessoas deficientespor
dc.subjectPessoas portadoras de necessidades especiaispor
dc.titleMARCAS INSTITUCIONAIS OPERANDO NA SUBJETIVAÇÃO DOS SUJEITOS COM DEFICIÊNCIApor
dc.title.alternativeMARKS OF INSTITUTIONAL OPERATING IN SUBJECTIVITY OF SUBJECTS WITH DISABILITIESeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEssa pesquisa propôs-se a compreender, a partir de discursos profissionais vivenciados em uma instituição escolar - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais/APAE e também da seleção e análise de alguns materiais documentados considerados importantes no processo de subjetivação de pessoas com deficiência, que efeitos têm a produção de certos discursos acerca da deficiência, nos processos de subjetivação das pessoas com deficiência. Faz-se importante dizer que a pesquisa seguiu uma perspectiva metodológica baseada nos estudos foucaultianos. Sendo assim, teve como principal ferramenta analítica, de acordo com os estudos de Michel Foucault, a subjetivação. Portanto, quando se pensa em sujeito não se compreende sua existência a partir de um ponto de origem ou de uma prática fundadora, mas sim por meio de práticas que de acordo com os tempos e espaços vão produzindo sujeitos e, com isso, os mesmos são compreendidos como efeitos de uma constituição. Para tanto, analisou-se as materialidades acima destacadas com o propósito de identificar alguns discursos sobre a deficiência, bem como a forma como os modos de ser deficiente foram sendo produzidos ao longo do tempo e de acordo com cada espaço em que esses sujeitos estiveram presentes. Ou seja, como os discursos institucionais, produzidos em diferentes momentos, foram produzindo efeitos de sentido em sua constituição. Vale dizer que com a análise das materialidades e com o contexto geral da pesquisa, fez-se de significativa importância tal questionamento, de modo que em cada fragmento e/ou fala transcrita foi possível encontrar as marcas institucionais comentadas ainda nas linhas iniciais que, conforme o que se pensa, vieram a instituir os tantos modos de ser deficiente que aqui não se pretendeu definir, mas sim problematizar a fim de que se pudesse refletir sobre os processos de subjetivação pelos quais os sujeitos com deficiência passam. Por fim, pretende-se que a leitura dessa construção possa fazer pensar e repensar a todos os que se interessam por essa área, bem como fazer possível o compartilhamento de ideias com profissionais de visão e abordagens diferenciadas.por
dc.contributor.advisor1Naujorks, Maria Inês
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4765577U7por
dc.contributor.referee1Thoma, Adriana da Silva
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707535Y1por
dc.contributor.referee2Lunardi-lazzarin, Márcia Lise
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798417Z2por
dc.contributor.referee3Costas, Fabiane Adela Tonetto
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762392A2por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7427908544887601por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.