Show simple item record

dc.creatorKurzawa, Gléce
dc.date.accessioned2007-08-23
dc.date.available2007-08-23
dc.date.issued2007-05-07
dc.identifier.citationKURZAWA, Gléce. THE CURRICULUM ON THE YOUTH AND ADULT EDUCATION: EXAMINATING THE SOCIAL SIGNIFICATIONS CREATED BY THE EDUCATOR. 2007. 102 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7266
dc.description.abstractThis master work is linked to the field of Curriculum, Education and school customs. This thesis consists on a qualitative research and uses semi-structured interviews and autobiographic accounts for the study of social significations created by the teachers that work on Youth and Adult Education. The main objective was to find, through the recollection of school memories, the curriculum conceptions held by Youth and Adult Educators (EJA), identifying the influence, or not, by the initial education on the curriculum conception constructed by these teachers, to outline the social significations held by the EJA educators on the existing curriculum, and if these significations influence their methods and knowledges used day-by-day in class. I believe that educating is to give out instruments so that the person is able to interact in the society, in a critical and active way. Our educational model, however, does not correspond to this. What happens in most of our schools is the maintenance of a fragmented education, constituting passive brains, reproducing the inconsistence of a speech many times said different, whose main maintenance instrument is the curriculum. I tried to discuss the necessity of a EJA curriculum that merge, besides the official componets, the student s social and cultural context, respecting, thus, this educaional model peculiarities. The research problem was, this way: Which are the social significations created by Youth and Adult Educators on the curriculum? Starting from the interviews and autobiographic accounts, I outlined three categories to analyse the instituted and institutor significations, constructed by the research speakers considering the research problem. I tried to outline what these teachers remember from school and their teachers, searching connections with their practices, concluding that the educators have institued memories of a traditional school, turned to memorization, but they institued a method turned to lettering. About the Curriculum conceptions created by these teachers, I tried to understand what they consider important to be developed in class, being that on the instituted dimension, the writing and lettering learning are considered fundamental curriculum activities, on the institutor dimension is the curriculum flexibility, so that this is not only a transposition of the daytime curriculum. Aboute the experience knowledges, I studied the speeches and writings of the speakers, searching for a conection between what they belive to be necessary and what is effectively taught at the schools. I verified that the speakers are conscious of the experience knowledge, but they do not consider themselves producers of this knowledge, where two interviewed teachers instituted, from the reflexion on their methods, the wish to change and value the knowledge constructed by the teacherseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCurrículopor
dc.subjectEducação de jovens e adultospor
dc.subjectFormação de professorespor
dc.subjectCurriculumeng
dc.subjectYouth and adult educationeng
dc.subjectTeachers graduationseng
dc.titleO CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INVESTIGANDO AS SIGNIFICAÇÕES SOCIAIS ELABORADAS PELO EDUCADORpor
dc.title.alternativeTHE CURRICULUM ON THE YOUTH AND ADULT EDUCATION: EXAMINATING THE SOCIAL SIGNIFICATIONS CREATED BY THE EDUCATOReng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEssa pesquisa de pós-graduação está vinculada à linha de Currículo, Ensino e práticas escolares. A mesma está pautada numa dimensão qualitativa e partiu da utilização de entrevistas semi-estruturadas e relatos autobiográficos para o estudo das significações sociais elaboradas pelos professores que atuam na Educação de Jovens e Adultos. Teve como objetivos buscar através da relação das lembranças formativas e escolares as concepções de currículo que os professores atuantes em EJA possuem, identificando a influência, ou não, que a formação inicial exerce sobre a concepção de currículo construída pelos professores, a fim de delinear quais as significações sociais que os educadores que trabalham com EJA séries iniciais têm do currículo posto e, de que forma estas influem nas praticas e saberes que permeiam e são constituídos no cotidiano das salas de aula. Acredito que educar é propiciar instrumentos para que o homem possa interagir na sociedade, de forma atuante e crítica, porém, o modelo educacional que temos não corresponde a isso. O que vemos na maioria de nossas escolas é a manutenção de um ensino fragmentado, formando cérebros passivos, reproduzindo a inconsistência de um discurso muitas vezes dito diferente cujo principal instrumento de manutenção é o currículo. Busquei discutir a necessidade de um currículo para EJA, que incorpore, além dos componentes oficiais, temas do contexto sócio-cultural dos alunos, respeitando assim as peculiaridades desta modalidade de ensino. Neste sentido, o problema da pesquisa foi: Quais são as significações sociais elaboradas pelas educadoras de EJA sobre o currículo? A partir das entrevistas e relatos autobiográficos, delineei três categorias para análise das significações instituídas e instituintes, construídas pelas interlocutoras da pesquisa, levando em conta o problema de pesquisa, centrado no currículo da EJA . Em relação às Lembranças de escola e processos formativos procurei delinear o que as educadoras lembram da escola e de seus professores, buscando relações com as suas práticas, concluindo que as professoras têm instituídas lembranças de uma escola tradicional, voltada para a memorização, mas instituíram como prática uma educação voltada para o letramento. Sobre as Concepções de currículo elaboradas pelas professoras, procurei entender o que elas consideram importante desenvolver nas aulas, sendo que na dimensão instituída a aquisição da leitura e da escrita são considerados conteúdos curriculares fundamentais e como instituinte a necessidade da flexibilização deste currículo, para que o mesmo não seja a transposição do currículo diurno. Em relação aos Saberes da experiência, analisei as falas e escritas das interlocutoras, buscando a relação do que elas acreditam ser necessário e o que é ensinado efetivamente nas escolas. Verifiquei que as interlocutoras têm consciência dos saberes da experiência, mas não se consideram produtoras destes saberes, onde duas professoras da investigação instituíram a partir da reflexão sobre sua prática o desejo de mudança e valorização dos saberes construídos pelos professorespor
dc.contributor.advisor1Antunes, Helenise Sangoi
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4799529D7por
dc.contributor.referee1Bordas, Merion Campos
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783630U2por
dc.contributor.referee2Fernandes, Cleoni Maria Barboza
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4708959D0por
dc.contributor.referee3Barcelos, Valdo Hermes de Lima
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4786092D6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4139281Y6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.