Show simple item record

dc.creatorTroian, Alessandra
dc.date.accessioned2010-07-14
dc.date.available2010-07-14
dc.date.issued2010-03-01
dc.identifier.citationTROIAN, Alessandra. A percepção de agricultores e de outros agentes rurais acerca das dimensões ambiental, social e econômica no cultivo de tabaco no município de Arvorezinha (RS).. 2010. 270 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/8851
dc.description.abstractThe recognition that smoking is a global problem meant that States Members of the United Nations to propose the adoption of the first international treaty of public health. This is the Framework Convention on Tobacco Control (FCTC), whose main objective is to stop the spread of smoking and its damage to health (INCA 2004). From this convention are emerging worldwide and country questions about the sustainability of the cultivation of tobacco, as well as strong criticism by environmental problems triggered in the relationship established producer/ integrators. Thus, the central objective of this study is to evaluate qualitatively the perceptions of farmers and other rural stakeholders about the environmental, social and economic cultivation of tobacco in the city of Arvorezinha (RS). Whereas to meet this objective, the quantitative data cannot explain some questions about the cultivation of tobacco, it is sought through qualitative techniques to reveal such perceptions. The main techniques used in the study were semi-structured interviews, participant observation and field notebook, and the stage of literature review. The results show that there are many different perceptions in the field of study. It was evident that the main concern of the respondents is directed to the economic aspect, which is also the main motivation for farmers to grow tobacco. In general, farmers have some environmental perceptions, among which stands out the care of the land and the maintenance and expansion of wildlife. As perceptions about health, they range from the belief in immunity to acceptance of the problem caused by the planting of tobacco and its subsequent consumption. About the technical assistance, in general the perceptions are disparate. There are farmers who feel the need for assistance and others who regard the system of technical assistance efficient. When it comes to environmental legislation it is perceived that farmers have, some fear, from the agencies that execute the laws, some because of this preserve natural resources, others anyway risk and "escape" from the legislation. The Perceptions about the FCTC politics shows that farmers and rural actors don t know the measure. It is not something that has been discussed at day-to-day of the involved in the production chain of local tobacco. Finally we can consider that, although many farmers are unhappy with the cultivation of tobacco, there are many difficulties and limitations to replace it. Among the barriers to replace the cultivation of tobacco, the respondents cite the geographical and agro-ecological properties, the lack of capital for investment, the need for technical assistance and the know to do. It should be considered that is not intend of this study concluding the discussion about the perception of the cultivation of tobacco, but it aims to help ensure that new studies emerge to broaden the debate on the issue. It is necessary also make reference that is a case study limited in space, time and place.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPercepçõespor
dc.subjectAgricultura familiarpor
dc.subjectTabaco e sustentabilidadepor
dc.subjectPerceptionseng
dc.subjectFamily farmingeng
dc.subjectTobacco and sustainabilityeng
dc.titleA percepção de agricultores e de outros agentes rurais acerca das dimensões ambiental, social e econômica no cultivo de tabaco no município de Arvorezinha (RS).por
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO reconhecimento de que o tabagismo é um problema mundial fez com que, Estados Membros das Nações Unidas propusessem a adoção do primeiro tratado internacional de saúde pública. Trata-se da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), cujo objetivo precípuo é deter a expansão do consumo de tabaco e seus danos à saúde (INCA 2004). A partir desta convenção começam a surgir em termos mundiais e de país questionamentos sobre a sustentabilidade do cultivo de tabaco, assim como fortes críticas pelos problemas ambientais desencadeados na relação estabelecida produtor/ empresas integradoras. Dessa forma, o objetivo central do presente estudo é avaliar qualitativamente as percepções dos agricultores e de outros agentes rurais acerca das dimensões ambiental, social e econômica do cultivo de tabaco no município de Arvorezinha (RS). Considerando que para atender tal objetivo os dados quantitativos não conseguem explicar alguns questionamentos sobre o cultivo de tabaco buscou-se, por meio de técnicas qualitativas desvelar tais percepções. As principais técnicas empregadas na pesquisa foram a entrevista semi-estruturada, observação participante e o caderno de campo, bem como a etapa da revisão bibliográfica. Os resultados evidenciam que existem as mais variadas percepções no campo de estudo. Evidenciou-se que a principal preocupação dos entrevistados está voltada ao aspecto econômico, sendo este também o principal motivo que leva os agricultores a cultivarem o tabaco. No geral, os agricultores têm algumas percepções num viés ambiental, dentre eles destaca-se os cuidados com os solos e a manutenção e ampliação da fauna silvestre. No tocante as percepções acerca da saúde, elas variam entre a crença na imunidade a aceitação do problema causado pelo plantio de tabaco e o seu posterior consumo. Sobre a assistência técnica, no geral as percepções são díspares. Existem agricultores que sentem a necessidade de assistência e outros que consideram o sistema de assistência técnica eficiente. Em se tratando de legislação ambiental percebe-se que os agricultores possuem, certo receio, dos órgãos que executam as leis, alguns em função disso preservam os recursos naturais, outros, assim mesmo, arriscam e fogem da legislação. As percepções sobre a política da CQCT mostra que tanto os agricultores quantos os agentes rurais desconhecem a medida. Ela não é algo que vem sendo discutida no dia-a-dia dos envolvidos na cadeia produtiva do tabaco local. Por fim podemos considerar que apesar de muitos agricultores encontram-se descontentes com o cultivo do tabaco existem muitas dificuldades e limitações para substituí-lo. Dentre os entraves para a substituição do cultivo de tabaco os entrevistados citam as limitações geográficas e agroecologicas das propriedades, a falta de capital para investimento a necessidade de assistência técnica e ainda o saber fazer dos agricultores com as novas propostas alternativas. Há que se ponderar que não é pretensão deste estudo encerrar a discussão sobre as percepções acerca do cultivo de tabaco, porém ele almeja colaborar para que novos estudos surjam para ampliar o debate sobre a temática. Há que também fazer a referência que se trata de um estudo de caso limitado em termos espacial, temporal e geograficamente.por
dc.contributor.advisor1Wizniewsky, José Geraldo
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721610Z6por
dc.contributor.referee1Eichler, Marcelo Leandro
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4769092J6por
dc.contributor.referee2Lima, Ronaldo Guedes de
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700341H6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4189035Y2por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Extensão Ruralpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.