Show simple item record

dc.creatorSouza, Leliani Valéria de
dc.date.accessioned2012-06-05
dc.date.available2012-06-05
dc.date.issued2011-08-24
dc.identifier.citationSOUZA, Leliani Valéria de. IDENTITY CONFLICT IN EXTENSION RURAL: THE CASE OF A PUBLIC ORGANIZATION IN SOUTHERN BRAZIL. 2011. 155 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/8867
dc.description.abstractThis dissertation seeks to analyze and understand the process of identification and construction of professional identity from the perspective of rural extension workers, and the influence of public agricultural extension in this context. For this study are the concepts of identity, professional identity and organizational identification. The research is based on a case study scenario that has a public extension of the state of Santa Catarina. 22 interviews were conducted, 21 with extension officers based in rural municipalities distributed in eight regions of the state and a director of the extension o the organization studied. The analysis focuses on the experiential logic of identity extension, rural extension workers in identifying with the organization and job satisfaction. The results show the definition of three extension profiles: the company-oriented, self-focused and guided by an ideal, which have an undeniable consistency in its configuration, the result of a dual transaction, one between the individual and his past, and the other between the individual and the organization built through processes of socialization diverse and differentiated. It appears that there are several factors that influence the identification of rural extension workers with the company, which showed very high degree. It was also noted that the rural extension wants to be recognized internally by their performance and dedication as well as have effective career advancement prospects. Finally, the so-called identity crisis is not recognized by all respondents, and acquires different meanings. For some this may be the breakdown of traditional values and references hitherto accepted as guiding the lives of these professionals, which induces changes in the mental constructs associated with identity previously built.eng
dc.description.sponsorshipEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectIdentidade profissionalpor
dc.subjectIdentificaçãopor
dc.subjectCrise de identidadepor
dc.subjectExtensão ruralpor
dc.subjectEmpresa públicapor
dc.subjectProfessional identityeng
dc.subjectIdentificationeng
dc.subjectIdentity crisiseng
dc.subjectRural extensioneng
dc.subjectPublic companyeng
dc.titleLÓGICAS VIVENCIAIS DA IDENTIDADE EXTENSIONISTA EM UMA ORGANIZAÇÃO PÚBLICA DE EXTENSÃO RURALpor
dc.title.alternativeIDENTITY CONFLICT IN EXTENSION RURAL: THE CASE OF A PUBLIC ORGANIZATION IN SOUTHERN BRAZILeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoNesta dissertação procura-se compreender o processo de identificação e construção da identidade profissional sob a ótica dos extensionistas rurais e a influência das organizações públicas de extensão rural neste contexto. Para tal são estudados conceitos de identidade, identidade profissional e identificação organizacional. A pesquisa é baseada em um estudo de caso que possui como cenário uma empresa pública de extensão rural do estado de Santa Catarina. Foram realizadas 22 entrevistas, sendo 21 com extensionistas rurais locados em municípios distribuídos em oito regiões do estado e uma com o diretor de extensão rural da organização estudada. A análise se concentra na lógica vivencial da identidade extensionista, na identificação dos extensionistas rurais com a organização e na satisfação profissional. Os resultados apontam a definição de três perfis extensionistas: orientados à empresa, autofocados e orientados por um ideal, que apresentam inegável coerência em sua configuração, resultado de uma dupla transação, uma entre o individuo e seu passado, e a outra entre o individuo e a organização, construídas por meio de processos de socialização diversificados e diferenciados. Verifica-se a existência de diversos fatores que influenciam a identificação dos extensionistas rurais com a empresa, cujo grau se mostrou bastante alto. Observa-se também, que o extensionista rural quer ser reconhecido internamente pelo seu desempenho e dedicação, bem como, ter perspectivas efetivas de ascensão profissional. Finalmente, a chamada crise de identidade não e reconhecida por todos os entrevistados e adquire sentidos distintos. Para alguns pode tratar-se da quebra de valores tradicionais e de referências até então aceitas como norteadoras da vida destes profissionais, o que induz a modificações das construções mentais associadas à identidade previamente construída.por
dc.contributor.advisor1Diesel, Vivien
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4785931J9por
dc.contributor.referee1Mior, Luiz Carlos
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721663J8por
dc.contributor.referee2Souza, Renato Santos de
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4797085Z8por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4291101J8por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Extensão Ruralpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.