Show simple item record

dc.creatorJaneque, Ricardina António
dc.date.accessioned2019-04-10T11:20:19Z
dc.date.available2019-04-10T11:20:19Z
dc.date.issued2019-02-26
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/16122
dc.description.abstractStudying the market and competitiveness of soybeans in Mozambique assumes greater importance for a wide range of social, political, economic and technological aspects. Therefore, the objective was to analyze the technical-socio-political and economic conditions of the soybean production chain in the main producing regions of Mozambique and their prospects for consolidation. For this, it was based on theories of analysis of productive chains and theory of the systemic competitiveness. The data used were primary and secondary. The primary was obtained through field research with soybean farmers, input suppliers and soybean processing industries in the districts of Ribáuè, Maleuma, Gurué, Namarroe, Alto Molócuè, Sussundenga, Bárue, Macate, District of Manica, Tsangano and Angónia, in which were semi-structured questionnaires from January to March of 2018. The sample was made up of 124 soybean farmers, selected from the "snowball" sampling technique, three input suppliers and two processing industries. Secondary data were obtained from FAOSTAT and TechnoServe. Statistical techniques were used to compile and process data. Descriptive statistics (frequency distribution and measures of central tendency) and multivariate statistics (Exploratory Factor Analysis and Conglomerate Analysis) were used. The results showed that on the African continent as well as in Mozambique, soybean cultivation is growing and growing, with yields still low in most countries, also in Mozambique. On the other hand, soybean producers interviewed showed that they are in the initial phase of knowledge of the crop, with low control of soybean production processes, input suppliers characterized by commercialization of inputs considered basic not involving agricultural machinery and the processing industries are still processing small amounts of soybeans due to the low grain supply in the country. In the production segment, the methanol showed that there is a weak coordination among the agents of the chain, which translates into low and low levels of technical assistance obtained by soybeans, low use of technological packages, low productivity, low level of technological training , lack of contracts with other entities and lack of financing, demonstrated by the micro and mesonível. However, the deficient supply of agricultural inputs directly influences their use in soybean production, providing low yields, low amounts of soybeans on the market, and this also impacts the functioning of the processing industries, which produce less than they are capable of and supply needs. This shows that there is a need for intensification of public and private policies so that there is more interaction and organization on the part of the actors of the chain, and thus, to consolidate the soybean activity to obtain competitive gains. The overall conclusion of the research is that the soybean production chain is at an initial level of development, but there are conditions for its development and consolidation in the coming years.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectProdução de sojapor
dc.subjectContinente africanopor
dc.subjectCadeia produtiva da soja em Moçambiquepor
dc.subjectInovação tecnológicapor
dc.subjectSoybean productioneng
dc.subjectAfrican continenteng
dc.subjectSoya production chain in Mozambiqueeng
dc.subjectTecnologic innovationeng
dc.titleAnálise da competitividade da cadeia produtiva da soja no continente africano: Moçambique, uma nova fronteira agrícolapor
dc.title.alternativeAnalysis of the competitiveness of the soybean production chain in the african continent: Mozambique, a new agricultural frontiereng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEstudar o mercado e competitividade da soja em Moçambique assume maior importância por um amplo conjunto de aspetos de ordem social, político, econômico e tecnológico. Por isso, objetivou-se analisar as condições técnico-sócio-políticas e econômicas da cadeia produtiva da soja nas principais regiões produtoras de Moçambique e suas perspectivas de consolidação. Para tal, teve-se como base teorias de análise de cadeias produtivas e teoria da competitividade sistêmica. Os dados utilizados foram primários e secundários. Os primários foram obtidos através de pesquisa de campo com sojicultores, empresas fornecedoras de insumo e indústrias processadoras de soja dos distritos de Ribáuè, Malema, Gurué, Namarroe, Alto Molócuè, Sussundenga, Bárue, Macate, Distrito de Manica, Tsangano e Angónia, em que foram-lhes aplicados questionários semiestruturados no período de janeiro à março de 2018. A amostra foi de 124 sojicultores, escolhidos a partir da técnica de amostragem “bola de neve”, três fornecedores de insumo e duas indústrias processadoras. Os dados secundários foram obtidos na FAOSTAT e na TechnoServe. Teve-se como referência as técnicas estatísticas para compilação e tratamento dos dados. Sendo utilizadas técnicas estatística descritiva (distribuição de frequência e medidas de tendência central) e de estatística multivariada (Análise Fatorial Exploratória e Análise de Conglomerados). Os resultados demonstraram que tanto no continente africano como em Moçambique, a cultura de soja apresenta uma expansão e crescimento considerável, com produtividades ainda baixas na maioria dos países, igualmente em Moçambique. Por outro lado, os sojicultores entrevistados mostraram encontrar-se na fase inicial de conhecimento da cultura, com baixo domínio dos processos de produção de soja, os fornecedores de insumo caracterizados por comercializarem insumos considerados básicos não envolvendo máquinas agrícolas e as indústrias processadoras encontram-se ainda processando pequenas quantidades de soja devido à baixa oferta do grão no país. No segmento da produção, o metanível demostrou que existe uma fraca coordenação entre os agentes da cadeia, o que traduz-se em reduzidas e baixos níveis de assistências técnicas obtidas pelos sojicultores, baixo uso de pacotes tecnológicos, produtividades baixas, baixo nível de treinamento tecnológico, falta de contratos com outras entidades e a falta de financiamento, demonstradas pelo micro e mesonível. Entretanto, o deficiente fornecimento de insumos agrícolas influencia diretamente no uso dos mesmos na produção de soja, proporcionando baixas produtividades, baixas quantidades de soja no mercado e isso também impacta no funcionamento das indústrias processadoras, que produzem menos do que estão capacitadas e importam para suprir essas necessidades. Isso mostra que há necessidade de intensificação das políticas públicas e privadas para que haja mais interação e organização por parte dos atores da cadeia, e assim, consolidar a atividade sojícola para se obter ganhos competitivos. A conclusão geral da pesquisa é que a cadeia produtiva da soja encontra-se em um nível de desenvolvimento inicial, mas existem condições para desenvolvimento e consolidação da mesma nos próximos anos.por
dc.contributor.advisor1Costa, Nilson Luiz
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4436596248591572por
dc.contributor.referee1Oliveira, Gabriel Nunes de
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2945466590678384por
dc.contributor.referee2Brum, Argemiro Luís
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3190779082415189por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5493442245247863por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronegóciospor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor
dc.publisher.unidadeUFSM Palmeira das Missõespor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.