Show simple item record

dc.creatorMachado, Fernanda de Camargo
dc.date.accessioned2015-09-16
dc.date.available2015-09-16
dc.date.issued2015-03-16
dc.identifier.citationMACHADO, Fernanda de Camargo. NEOLIBERAL RATIONALITY AND SENSITIZATION FOR INCLUSION OF THE DISABLED IN SCHOOL. 2015. 172 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3484
dc.description.abstract"Sensitizing" is one of the most often used verbs in the current inclusion policies in Brazil. Several documents have highlighted the historical urgency of access, participation and acceptance of all, particularly in the regular school, and the interaction between disabled and non-disabled people has been strongly encouraged in Contemporaneity. This thesis aims at problematizing the provenience, emergence, functioning and effects of this call in this country. In order to do that, it has addressed a set of documents, including magazines, handbooks, tests, guides and campaigns intended to raise awareness of the inclusion of disabled people by the school community. The central focus of this research has been to understand how neoliberal rationality has conducted modes of subjectivation from practices of sensitization for the inclusion of disabled students in school in Brazil. Such problematization has employed analytical tools developed by Michel Foucault, such as governmentality, government by the truth and subjectivation. Inspired by the genealogical method, the study has attempted to understand how we have taken up the sensitization practices as guidelines of self-conduct in relation to the disabled in the inclusive school. The analysis has evidenced the production of a ―pedagogy of sensitization to inclusion‖ that aims at mobilizing everyone to believe in the benefits, gains and advantages provided by active interaction with the disabled in the inclusive school. In those conditions, it has been possible to highlight the functionality of the sensitization practices to include the disabled in the school as practices of government of the self and the others which have been produced in the historical displacement from the risk of interacting to the risk of not interacting. On favoring the interest in the transformation of the self through partnerships between the disabled and the non-disabled and through leveling its very inclusive performance, the pedagogy of sensitization has become indispensable for both the consolidation and the maintenance of the inclusion regime of truth. Objectivation and subjectivation techniques that characterize other forms of conduction of conducts such as confession, direction of conscience and examination have been reshaped by the principles of cooperation and competitiveness, and this allows us to visualize the immanence between sensitization practices for the inclusion of the disabled in school and the neoliberal rationality in Brazil.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectInclusão escolarpor
dc.subjectSensibilizaçãopor
dc.subjectDeficiênciapor
dc.subjectNeoliberalismopor
dc.subjectGovernamentalidadepor
dc.subjectSchool inclusioneng
dc.subjectSensitizationeng
dc.subjectDisabilityeng
dc.subjectNeoliberalismeng
dc.subjectGovernmentalityeng
dc.titleRacionalidade neoliberal e sensibilização para a inclusão escolar de deficientespor
dc.title.alternativeNeoliberal rationality and sensitization for inclusion of the disabled in schooleng
dc.typeTesepor
dc.description.resumo"Sensibilizar" é um dos verbos mais chamados à conjugação nas atuais políticas de inclusão no Brasil. Vários documentos ressaltam a urgência histórica de acesso, participação e aceitação de todos, especialmente na escola comum, e a convivência entre deficientes e não-deficientes vem sendo promovida com grande destaque na Contemporaneidade. Esta tese propôs problematizações sobre a proveniência, a emergência, o funcionamento e os efeitos desse chamado no país. Para tanto, debruçou-se sobre um conjunto de documentos, que inclui revistas, manuais, testes, cartilhas e campanhas, os quais objetivam conscientizar a comunidade escolar sobre a inclusão de deficientes. O interesse central desta pesquisa foi compreender como a racionalidade neoliberal vem conduzindo modos de subjetivação a partir das práticas de sensibilização para a inclusão escolar de deficientes no Brasil. Tal problematização mobilizou ferramentas analíticas desenvolvidas por Michel Foucault, entre as quais, destacam-se: governamentalidade, governo pela verdade e subjetivação. A partir de uma inspiração no método genealógico, buscou-se entender como assumimos as práticas de sensibilização como diretrizes de autoconduta frente aos deficientes na escola inclusiva. A analítica indicou a produção de uma ―pedagogia da sensibilização para a inclusão‖ que busca mobilizar todos e cada um a apostar nos benefícios, nos ganhos, nas vantagens advindas da convivência ativa com os deficientes na escola inclusiva. Nessas condições, foi possível destacar a funcionalidade das práticas de sensibilização para a inclusão escolar de deficientes como práticas de governo de si e dos outros, que vêm se produzindo no deslocamento histórico de um risco de conviver para um risco de não conviver. Ao promover o interesse pela transformação de si, pela parceria entre deficientes e não-deficientes, pelo nivelamento de sua própria performance inclusiva, a pedagogia da sensibilização vem se mostrando indispensável para a consolidação e manutenção do regime de verdade da inclusão. Técnicas de objetivação e subjetivação próprias de outras modalidades de condução das condutas tais como a confissão, a direção da consciência e o exame são remoldadas pelos princípios da cooperação e da concorrência, o que permite visualizar a imanência entre as práticas de sensibilização para a inclusão escolar de deficientes e a racionalidade neoliberal no Brasil.por
dc.contributor.advisor1Lunardi-Lazzarin, Márcia Lise
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798417Z2por
dc.contributor.referee1Veiga-neto, Alfredo José da
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4709954U0por
dc.contributor.referee2Garcia, Maria Manuela Alves
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794170Z8por
dc.contributor.referee3Tomazetti, Elisete Medianeira
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4709307J4por
dc.contributor.referee4Oliveira, Marilda Oliveira de
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783298U1por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4522434J6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEducaçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.